segunda-feira, 4 de junho de 2012

A Branca


"Eu senti
o aço gelado
contra os ossos
e naquele dia
lembrei do amargo
desse caminho
abundantemente quente
vermelho como menarca
era meu sangue
que regava o tempo
que enfim morto
apenas adimirava
sentando em um banco
em qualquer lugar
beberincando tédios
uma vez mais
eu morreria
pela Branca
uma vez mais
seria salvo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário