segunda-feira, 20 de maio de 2013

O mineiro

O homem feito de verso
cheirando a queijo
que cabe no mínimo
se expande e ao longe sempre
O homem feito de verso
cheirando a queijo
que com um fruto seco em mãos
num gole para não ter depois

Nenhum comentário:

Postar um comentário